Cristianismo

 

Considera-se que o fundador do Cristianismo foi Jesus Cristo (6 a 4 aC - 30 dC). Jesus, entretanto, era judeu e seguiu os preceitos de sua religião até a morte. Não se tem registro de que tenha orientado seus apóstolos para que difundissem seus ensinamentos pelo mundo de então (o que fizeram), muito menos para fundar uma nova religião (o que aconteceu de forma gradual).

O poder de suas palavras, seu exemplo e suas sábias doutrinas de paz, tolerância e fé, transformaram seus ensinamentos na religião com maior número de seguidores do Planeta. São mais de dois bilhões de cristãos, em todo o mundo, cerca de um terço da população mundial.

Jesus morreu por não abdicar de suas ideias. Tornou-se um mártir. Nas décadas seguintes, seus adeptos eram perseguidos e também morriam em nome de sua fé. Os cristãos multiplicaram-se até se tornarem maioria no Império Romano. Em 313, o Imperador Constantino garantiu liberdade de culto aos cristãos. Em 326, Helena, mãe de Constantino, visitou a Terra Santa. Em 380, o Imperador Teodósio tornou o Cristianismo uma religião oficial do Império Romano. Em 392, Teodósio proibiu o culto a deuses pagãos.

Após quase dois mil anos, o Cristianismo tornou-se grande demais e sofreu inevitáveis divisões. As principais são as igrejas Católica Romana, Católicas Ortodoxas e Protestantes.

 

Cristianismo

 

Fachada da igreja Basílica da Anunciação, em Nazaré, construída no local onde, segundo a tradição católica, o anjo Gabriel apareceu a Maria. É um local de peregrinação de cristãos de todo o mundo. A atual Basílica foi inaugurada em 1964, pelo Papa Paulo VI.

 

 

Jesus Cristo em representação do século 6, em painel do Mosteiro de Santa Catarina do Monte Sinai, Egito. Restaurações mal feitas danificaram a pintura original. Essa é uma das mais antigas iconografias conhecidas de um dos homens mais influentes na História da Humanidade. Jesus nasceu em Belém, na atual Cisjordânia, entre 6 e 4 aC. Morreu crucificado em Jerusalém, no ano 30 da Era Cristã.

 

Catedral Salvador

 

A Cidade de Jesus Cristo, o Salvador, e sua Catedral, antiga Igreja da Companhia de Jesus. Esta era a sede dos jesuítas na América Lusitana, onde eles fundaram a primeira universidade do Brasil: os Estudos Gerais do Colégio da Bahia. Esse sítio histórico abrigou, depois, a primeira Faculdade de Medicina do Brasil.

O nome da Cidade do Salvador foi dado por Dom João III, antes da chegada de Thomé de Sousa à Bahia, em 29 de março de 1549. Salvador foi o centro católico do Brasil, até 1892, quando o território brasileiro foi dividido em duas províncias eclesiásticas, a segunda com sede no Rio de Janeiro.

 

Busca Temática

Religião

 

Igreja Nazare

 

 

Abadia Westminster

 

Igrejas Salvador

 

 

Religião

 

 

Copyright © Guia Geográfico - Religião Cristã.

 

Min. Turismo de Israel

 

 

Busca Temática

 

Cristianismo

 

 

 

 

 

 

Tereza Torres