Notícias do Mundo

 

O Parlamento Britânico e o Big Ben na margem esquerda do Tâmisa, em Londres. O conjunto arquitetônico gótico, que abriga a House of Commons e a House of Lords, tem suas origens no século 11. Um incêndio em 1834 destruiu quase todo o conjunto e sua restauração terminou em 1860. O Parlamento é um patrimônio da humanidade, tombado pela Unesco em 1987.

Mais: Notícias do Reino Unido

 

Não é o Brasil, é Detroit, a cidade símbolo da outrora pujante indústria automobilística estadunidense. Hoje, mais de 30% dos residentes da região metropolitana, com cerca de 5 milhões de habitantes, vive abaixo da linha de pobreza. Como no Rio de Janeiro, são as gangues que mandam na periferia. Em julho de 2013, sem conseguir pagar suas contas, a administração da cidade declarou falência.

A imprensa norte-americana, quando fala do Brasil, costuma ilustrar suas reportagens com imagens das favelas cariocas. Fazem de conta que isso não existe nos EUA. Raramente falam, por exemplo, das interessantes soluções urbanísticas brasileiras, copiadas em algumas cidades no mundo.

A CIA informa que 15,1% (2010) da população dos EUA vive abaixo da linha de pobreza (a mesma fonte informa um índice de 21, 4% para o Brasil, em 2009, representando 43 milhões de pessoas). Nos EUA, são 48 milhões de pessoas sem acesso a condições adequadas de sobrevivência, mais do que toda a população da Espanha ou da Argentina. Em números absolutos, existe mais gente pobre nos EUA do que no Brasil.

Enquanto isso, os Estados Unidos gastam bilhões de dólares em armamentos, bisbilhotagem e intervenções militares em outros países. Essa é uma das razões históricas da decadência de grandes potências. Em lugar de melhorar as condições de vida de seu povo, buscam exibir seu poderio.

Um artigo do The New York Times mostra que a pobreza nos Estados Unidos é bem comum e cheia de mitos. Por exemplo, 2/3 daqueles abaixo da linha de pobreza declaram-se brancos e cerca de 54% dos estadunidenses, entre 25 e 60 anos, experimentam pelo menos um ano na pobreza. Além disso, os serviços de assistência social são precários e não funcionam como deveriam. Veja também outro artigo desse jornal sobre o tema: The War over Poverty.

O que tirou os EUA da crise de '30 foi o espírito empreendedor dos imigrantes, que chegavam ao Novo Mundo com seus próprios sonhos.

 

 

Mapas do Brasil e do Mundo

 

 

América do Sul

Clarín, Argentina

La Nacion, Argentina

El Pais, Uruguay

El Observador, Uruguay

La Hora, Chile

El Comercio, Equador

El Nacional, Venezuela

El Tiempo, Colômbia

ABC Digital, Paraguay

El Diario, Bolívia

Notícias no Brasil

 

 

Notícias na Ásia

NDTV - Índia

Goacom, Índia

The Star, Malásia

Arab News

The Bhutanese Expression

Timor Digital, Timor Leste

Notícias do Japão

China

 

Notícias na Europa

Correio da Manhã, Portugal

Público, Portugal

Jornal de Negócios, Portugal

VG Nett, Noruega

Frankfurter A. Zeitung, Alemanha

Der Spiegel International, Alemanha

The Moscow Times, Rússia

EFE, agência de notícias da Espanha

Notícias do Reino Unido

Notícias da Itália

Notícias da Espanha

Notícias da França

 

Beijing, junho de 1989. Uma das cenas inesquecíveis do século 20. Durante os protestos pró-democracia na praça da Paz Celestial, um chinês bloqueia, com o seu próprio corpo, uma coluna de tanques. O confronto deixou centenas de mortos. O destino e a identidade do herói são desconhecidos.

 

Negocios

 

Viagem

 

Notícias na África

Notícias da Guiné-Bissau

Maputo Digital, Moçambique

A Semana, Cabo Verde

Jornal ST, São Tomé e Príncipe

All Africa (inglês)

Sidwaya, Burkina Faso

Notícias de Angola

Egito

África do Sul

 

 

Parlamento Britânico e Big Ben

 

Busca Temática

 

Detroit

 

Copyright © Guia Geográfico - Informações e reportagens internacionais, Jornais e Revistas.

 

Praça Paz Celestial

 

Busca Temática

 

Notícias do Mundo

 

 

 

Jeff Widener

 

Imagens Noticias

 

 

 

 

 

Fonte: nairaland.com